sábado, julho 23, 2011

Da Amy Winehouse


Quando soube da morte da Amy Winehouse, não fiquei chocada. Lamento pelo facto de ela ser ainda tão nova e ter tanto talento mal aproveitado, mas ao mesmo tempo não tive pena porque este era já um fim esperado. Ela estava a "cavar o seu próprio buraco" e morreu porque quis, aliás porque não quis esforçar-se para se manter viva. Várias vezes li que ela estava em clínicas de reabilitação e nem toda a gente tem esse privilégio e ajuda para recuperar de um vício. Ela tinha tão pouco juízo como tinha talento e podia ter sido grande, enorme, uma diva do soul... não foi porque foi burra. Os concertos dela eram uma vergonha, sempre a cambalear, sem saber as letras e muitas vezes sem os terminar...os fãs não mereciam. Lamento que o seu talento tenha sido desperdiçado, mas ela ter morrido não tenho pena, a culpa é apenas e só dela.
Espero não ser mal interpretada porque eu sou fã das músicas dela! Mas acho que temos que ver as coisas como elas são.

3 comentários:

tany disse...

Concordo a 100% só me admirou uma coisa: como ela chegou aos 27!

Lisbo@ disse...

Lamento que não sejam interpretadas mais músicas fantásticas por esta senhora. Um talento, mas só tenho pena das pessoas que encontram a morte sem a procurar.

" Smile disse...

Era uma morte que se adivinhava