terça-feira, fevereiro 05, 2013

"Eu gosto do estranho, do incomum. Gosto daquilo que confunde, que permite diferentes interpretações, que fica nas entrelinhas [...]"

Martha Medeiros