terça-feira, setembro 06, 2011

A importância das refeições

As pessoas que saem à noite, sabem que existem dois tipos de noite: a que começa com um jantar e a que começa sem jantar. São duas coisas completamente diferentes e este facto - a presença ou a falta desta refeição - condiciona tudo o resto. Até por uma questão de estratégia e planeamento. Quem vai a um jantar, sabe que, à partida, a probabilidade de se desgraçar naquela noite é muito superior. E quem não o faz é - salvo raríssimas excepções - por medo disto. É o que vos digo. Um jantar é um perigo. Eu tenho mais medo de ir a jantar destes, do que atravessar o Irão abraçado ao Salmon Rushdie. Aliás, não é por acaso que quando encontramos alguém à noite que nos pareça demasiado animado, à pergunta: "Vens de onde?", é certinho que nos responderá: "Sabes como é, vim de um jantar!" E posto isto, não há nada a fazer. Encolhem-se os ombros e dá-se um abraço de compreensão, como quem diz "Pronto, está tudo perdido!" E a maioria das vezes, está mesmo.
E do mesmo modo que digo isto, também afirmo que uma noite histórica não acaba sem pequeno-almoço. Aliás, se dúvidas houvesse sobre isto - que não há - as refeições mais importantes para qualquer pessoa que perceba de nutrição nocturna são justamente o jantar e pequeno-almoço. As pessoas que saem à noite, não ligam rigorosamente nada ao almoço. E porquê? Porque estão a dormir, evidentemente. E tal como eu saberão que não há nada melhor do que comer depois de um banho na praia ou tomar o pequeno-almoço depois de uma noite de copos.
Se querem saber, gosto tanto dos dois, que já não é a primeira vez que vou para a praia dormir, depois de uma noite de copos. Poupa-se me hotel, ganha-se em bronze e podemos sempre tomar o pequeno-almoço depois de ir tomar banho. E isto sim, é perfeito.


Crónica de Fernando Alvim, na edição de Verão 2011 do jornal Metro







Agora digam-me lá quantas de vocês assinam por baixo, tal como eu, de cada palavrinha aqui escrita? Não está brilhante?

3 comentários:

B. disse...

Assino 10 vezes Kat!
Tantas que vou replicar =)

Bárbara Silva disse...

- com toda a certeza :b

rm disse...

está fantástico!